728x90 AdSpace

  • Novidades

    terça-feira, 23 de março de 2010

    O Ministério da Lei em Contradição com o Ministério da Graça







    1.A Lei diz: “Olho por olho e dente por dente” (Êx 21.23-25).1.A Graça diz: “Não resistirá ao mal” (Mt 5.39).
    2.A Lei diz: “Aborrecerás o teu inimigo” (Dt 23.6).2.A Graça diz: “Amais os vossos inimigos” (Mt 5.44).
    3.A lei exige: “Fazei e vivei (Lv 18.5) [a segurança de Israel, tudo o que lhe diz respeito, consiste em fazer algo para poder viver] (Ne 9.29; Êx 2.11; Gl 3.12).3.A graça diz: “Crede e vivei” (Jo 5.24), para que pela fé recebamos a promessa do Espírito (Rm 4.13,16);
    4.A lei foi dada por causa da transgressão (Gl 3.19)4.A Graça foi dada como promessa a Abraão e sua posteridade: Cristo Gl 5.3-18).
    5.A Lei é a força do pecado (Rm 4.15).5. A Graça nos livra do pecado (Rm 6.14,15).
    6.A Lei condena a melhor criatura (Sl 14.1-3).6. A Graça justifica graciosamente a pior criatura (Lc 23.43; Rm 5.5-8).
    7.A Lei opera a ira de Deus (Rm 4.15).7.A Graça nos livra da ira futura (Is 54.8).
    8. A Lei fecha toda a boca (Rm 3.19).8. A Graça abre toda a boca (mc 16.15-18).
    9. A Lei opera a morte ( Rm 7.4-11).9.A Graça opera a vida eterna (Jo 5.24,39,40).
    10. A Lei não justifica alguém diante de Deus (At 13.39).
    10. A Graça nos justifica  mediante a fé (Rm 3.21-28).
    Extraído do livro, Estudos sobre o Apocalipse, CPAD, pp. 49,50.
    • Commentários do Bloger
    • Comentários do Facebook Comments

    2 comentários:

    celso disse... 3 de setembro de 2010 17:09

    Meu nome é Celso.
    Será que é certo dizer que a Graça contradiz a lei?
    E assim a lei é Santa, e o mandamento Santo, justo e bom.Rm 7:12.
    Sabemos, porém, que a lei é boa, se alguém dela usa legitimamente. 1 Tim 1:8.
    Mas eu acho que Jesus, através da Graça de Deus, não contradisse a lei.
    Ele não revogou a a lei e sim cumpriu -a.
    Eu vejo que hoje, muitos têm dificuldade em discernir entre graça e lei.
    Muitos não entendem as Palavras escritas na carta aos Hebreus.
    Quando Jesus fala em Matheus cap. 5, á respeito disso, Ele simplesmente estreita a porta, pois sabemos que a Porta é estreita, e Ele é a Porta das ovelhas.
    Quando Ele nos diz que pela lei de Moises, quando há adultério, há transgressão da lei, Ele estreita a porta quando afirma que se atentarmos numa mulher para a cobiçar, já em nosso coração, cometemos adultério com ela.
    Quando perguntamos hoje, se é mais fácil viver pela lei ou pela graça, nos equivocamos quando pensamos que pela graça é tudo muito mais fácil.
    Mas se observaremos o que Jesus nos diz nos versos de Mt. 5, notamos que caminho ficou mais apertado para se trilhar.
    Pela lei de Moises, era olho por olho e dente por dente.
    Quando porém Jesus sugere que amemos nossos inimigos e oremos por quem nos persegue, Ele estreita o caminho, e põe em prova, aqueles que querem segui-Lo.
    Realmente, Jesus nos anima quando diz que se caminhamos com Ele, Ele nos ajuda a carregar nosso fardo, e que seu jugo é leve e que a lei é suave.
    Qual lei é suave?
    A lei do amor.
    Mas temos o dever de reconhecer, que embora vivamos pela graça, remidos da lei do pecado que nos matou, devemos ter a consciência que isso tem um preço e caríssimo, que não é ouro e nem prata, mas que foi através do precioso Sangue do Cordeiro, aspergido na Cruz do Calvário, e que através Dele fomos resgatados.
    Tem um preço, pois nos últimos dias, o Reino dos céus será tomado por esforço.
    Tem um preço, pois aquele que quiser ir após Jesus deve tomar sua Cruz e segui-Lo.
    Por isso penso que não é conveniente dizermos que há contradição entre a lei e a graça.
    Jesus não contradiz a lei e sim acrescenta, pois Sua missão confiada pelo Pai foi em pregar que devemos buscar em primeiro lugar, o Reino de Deus.
    E ai está a graça de Deus: Que Ele nos amou primeiro, e a Palavra nos diz que a lei serviu como “aio” para que pudéssemos alcançar um plano superior, pois a Vontade do Pai é a nossa santificação, que só existe através da nova e eterna aliança, quando aceitamos que no escândalo da Cruz, se cumpriram os seus propósitos de Deus, que não poderiam terem sidos frustrados.
    Logo, tem que se apartar do mal todo aquele que professa o Nome do Senhor.
    E ai acaba se cumprindo a lei, pela graça, com obras e sem hipocrisia.
    E purifica-se a si mesmo, todo aquele que tem essa esperança.
    É por isso que Jesus disse que seriam muitos chamados e poucos escolhidos.
    E todo que tem essa esperança, de novo céu e nova terra, tem que andar como Ele andou: Em amor, em Espírito e em Verdade
    E é por isso que em Mt. 24:13, Jesus nos diz que só aquele que perseverar até o fim na lei do amor será salvo, visto que em Mt.24:12 Ele fala que por se aumentar o pecado, o amor iria se esfriar em quase todos.
    E está se cumprindo cabalmente.
    E ai se encerra a lei e os profetas.
    Maranata!

    Segredo de Davi disse... 3 de setembro de 2010 17:24

    Caro Celso, obrigado pelo seus comentários no entanto o Devemos diferenciar a Graça da Lei. Pois a Lei serviu de Aio para no revelar a Graça. Estamos na Dispensação da Graça no entanto os principios e valores divinos continuam inalterados.

    Item Reviewed: O Ministério da Lei em Contradição com o Ministério da Graça Rating: 5 Reviewed By: Lejota Soluções
    Scroll to Top