728x90 AdSpace

  • Novidades

    sexta-feira, 12 de março de 2010

    Resenha A Biblioteca de C.S. Lewis


    Durante as décadas de 1970 e 1980, a relevância de C. S. Lewis como pensador perdeu um pouco de sua robustez. Essa tendência pode ser, em parte, creditada à apologia que ele fazia ao cristianismo, malvista pelos acadêmicos avessos à subjetividade da fé. Entretanto, a redescoberta recente do escritor e o recrudescimento da força de sua obra permitiram a muitos estudiosos conhecer melhor o arcabouço de sua literatura e do conjunto de suas idéias.

    G. K. Chesterton, George MacDonald, Shakespeare, Agostinho, Samuel Johnson, Edmund Spencer, Aristóteles e John Milton são alguns dos nomes que influenciaram Lewis, tornando-se não apenas objeto de sua admiração, como também de suas pesquisas e de seus exercícios dialéticos.


    A biblioteca de C. S. Lewis é o resultado do esforço de James Stuart Bell e Anthony Palmer Dawson em compilar todas essas influências e elucidar o papel de cada autor na obra singular do escritor britânico.
    Revelador e elucidativo, o livro recompõe o mosaico sobre o qual Lewis lançou os fundamentos de sua filosofia, e mesmo de sua fé.

    "A originalidade de seu pensamento, o incomparável progresso de sua lógica e a criatividade de suas idéias são como um banquete para famintos."
    Russell Shedd

    Sobre os autores deste livro
    James Stuart Bell foi editor executivo da Moody Press, diretor da área de publicações religiosas da Doubleday, diretor executivo da Bridge Publishing e gerente do Centro de Pesquisas da Religião de Princeton. Bacharel em Artes pela faculdade Holy Cross e mestre pela Universidade de Dublin, na Irlanda, é autor de seis livros. Atualmente dirige a Whitestone Communications.

    Anthony Palmer Dawson presta assistência técnica e editorial à Seven: an Anglo-American Literary Review, publicada pelo Marion E. Wade Center da Faculdade Wheaton, em Illinois (EUA). É bacharel em Ciências pela Universidade Olivet Nazarene e mestre pela Faculdade Wheaton, onde atua como diretor associado dos Serviços de Computação.

    Este livro não tenta “entender” C. S. Lewis, mas sim fornecer um cardápio variado dos conteúdos e estilos dos que brilharam como mensageiros de luz na sua vida"


    Conheça mais sobre C.S.Lewis em http://www.cslewis.com.br/

    Capítulos

    1. Seguir o ágape: O amor de Deus
    2. Tu traspassaste o meu coração: O nosso amor a Deus
    3. O alto preço que pagaste por mim: A vida e o sacrifício de Cristo
    4. Eu te procurarei: Conhecer a Deus
    5. Mutuamente de Cristo: A comunidade e o amor aos outros
    6. Um morrer constante: O eu e a alma
    7. A ausência do elemento divino: Pecado e tentação
    8. Bondade clemente e paternal: Graça e redenção
    9. Tu encontrarás o teu fundamento em Deus: O sofrimento
    10. Inefável doçura: Oração e contemplação
    11. Os olhos do vosso coração: Fé
    12. Influência divina: A prática de uma vida devota
    13. O sacrifício mais agradável a Deus: Obediência e vontade
    14. Digno de receber mais: Humildade
    15. Uma alegria peculiar: Verdade, apologética e cristianismo
    16. A boa fabulação: Fantasia e imaginação
    17. Transportado pelas rajadas de gênio: Criação, poesia e autores
    18. A intensa luminosidade do esplendor divino: Céu, morte e imortalidade

    Veja trecho deste livro

    Compre o livro aqui
    • Commentários do Bloger
    • Comentários do Facebook Comments

    0 comentários:

    Item Reviewed: Resenha A Biblioteca de C.S. Lewis Rating: 5 Reviewed By: Lejota Soluções
    Scroll to Top