728x90 AdSpace

  • Novidades

    quarta-feira, 2 de maio de 2018

    Nosso 11 de Setembro por Solano Portela

    Terroristas irresponsáveis causam morte, dor a famílias e danos materiais, quando prédio de 24 andares pega fogo e desaba, destruindo uma Igreja Luterana e prédios adjacentes.

    São Paulo viveu dias de terror na madrugada do dia 1º de maio de 2018, com o desabamento de um prédio que pertenceu à Polícia Federal e que havia sido invadido e administrado pelo grupo terrorista conhecido como MTST – Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, na égide de sua subcélula, o MLMS – Movimento de Luta Social pela Moradia. A exemplo do aparelho coirmão, o "Movimento dos Sem Terra”, esse grupo manipula vida e famílias carentes, com total desrespeito pelas leis, pela segurança dos manipulados, e pela propriedade privada. Colocando-se acima da lei, invade propriedades e extorque dinheiro dos participantes, que se rendem à “oportunidade”, pela situação de carência financeira na qual se encontram.
    Os noticiários dos telejornais gravaram depoimentos de alguns “responsáveis” irresponsáveis, nos quais eles indicavam o quanto cobravam de cada família, para providenciar “limpeza e segurança” aos moradores, ainda que as condições de vida fossem as mais abjetas possíveis. Uma outra entrevista (Jornal Hoje, da Globo, 01.05.2018), capturou o depoimento de uma moradora que havia se mudado para o prédio há apenas três dias e conseguiu, pela misericórdia de Deus, salvar a sua vida e a dos filhos: “paguei R$250 de aluguel e perdi tudo”, disse ela. Ou seja, alguém cobrava aluguel, ganhando com a miséria da pobre mulher. Estes vão continuar impunes e muitos desses movimentos terroristas ainda recebem subsídio governamental.
    Como de costume em tais tragédias e situações, todas as críticas foram voltadas às autoridades constituídas, em vez de se investigar quais os terroristas responsáveis pela tragédia que já poderia ser prevista. Estas autoridades, por sua vez, a exceção do sempre pronto e heroico Corpo de Bombeiros, demonstraram a inépcia e costumeira falta de preparo, e se esmeraram em jogar a responsabilidade para outros segmentos do governo – o município para o estado, o estado para o governo federal, etc. No final tanto as famílias atingidas, como os cidadãos ordeiros do nosso combalido país, sofreram na carne, ou testemunharam mais um resultado nefasto daquilo que o desrespeito às leis e à ordem pode causar.
    Solano Portela, 01.05.2018
    • Commentários do Bloger
    • Comentários do Facebook Comments

    0 comentários:

    Postar um comentário

    Comente e deixe sua opinião

    Fique com Deus

    Item Reviewed: Nosso 11 de Setembro por Solano Portela Rating: 5 Reviewed By: Lejota Soluções
    Scroll to Top