Header Ads

Header ADS

Considerações para o genuíno Pentecostes - Antônio Gilberto


Vejamos agora algumas das coisas que ocorrem no primeiro Pentecostes:

a) Obediência à vontade do Senhor (Lc 24.49 e At 1.12-14) – A desobediência é um entrave à operação divina (At 5.32).


b) União e unidade entre os crentes (At 1.14; 2.1 e Ef 4.3) – Pensemos em João, Pedro, Tomé e outros naquele dia. Apesar de todas as suas diferenças, estavam todos reunidos e unidos.

c) Oração perseverante e unânime (At 1.14).

Conservando o Pentecostes Na Lei havia apagador de fogo (Êx 25.38), mas na Graça não há (Mt 12.20). “Não apagueis o Espírito”, 1Ts 5.19. A conservação do Pentecostes vem pela constante renovação espiritual do crente. Tito 3.5 nos fala da regeneração seguida de renovação: “Não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo”. Há vários textos bíblicos no Novo Testamento que nos falam sobre a renovação espiritual do crente: At 4.8,31; 6.3; 7.55; 11.24; 13.9; 13.52; Rm 12.2; 2Co 4.6; Ef 4.32; 5.18 e Cl 3.10.

No Antigo Testamento, quanto à vida espiritual renovada, temos o exemplo de Davi: Sl 92.10; 103.5; 104.30; 119. 25,37,40,50,88,93,97,154,156 e 159.

Nenhum comentário

Comente e deixe sua opinião

Fique com Deus

Tecnologia do Blogger.