• Novidades

    domingo, 26 de maio de 2019

    A masculinidade sobre ataque


    Satanás está determinado a minar os homens, destruir seus papéis dados por Deus e redefinir a visão bíblica de masculinidade, porque ele quer ver a família se desintegrar e a sociedade desmoronar, advertiu o pastor Tony Evans.

    “O que estamos vendo, e continuaremos a ver, é a dizimação da família, porque o homem é a base da família e a família é a base da sociedade”, disse Evans, fundador e pastor sênior da Oak Cliff Bible Fellowship em Dallas, em entrevista para o ‘Christian Post’, em Anaheim, Califórnia. “Então, se queremos destruir a família e a sociedade, a melhor maneira é se livrar da visão que homens têm de cumprir seus papéis.”

    “Nos dias de Moisés e nos dias de Jesus, eles mataram todos os homens, porque queriam controlar o que estava acontecendo em uma comunidade de pessoas entre os judeus”, continuou ele. "Então, o que o inimigo está fazendo é tentar se livrar do caráter masculino, psicologicamente, emocionalmente e funcionalmente, e é isso que a cultura está fazendo atualmente".

    Evans, que também é fundador e presidente do ministério ‘The Urban Alternative’, apontou que na comunidade afro-americana, por exemplo, quase 70% das crianças nascem de mães solteiras, o que significa que a maioria das crianças é criada sem uma influência masculina positiva na vida delas.

    "Então, você está à beira do desastre como comunidade", disse ele. “Não que as mulheres não sejam ótimas e capazes, mas isso é pedir que elas façam mais do que aquilo que elas foram criadas para fazer. Então, retornar à visão correta do casamento e uma visão correta da família é fundamental, e isso começa com a visão correta do homem ”.

    Evans, que atualmente é o capelão do time de basquete, Dallas Mavericks, explicou que a razão por trás do ataque à masculinidade é dupla: “Primeiro de tudo, os homens falharam em ser os homens que Deus quer que eles sejam, o que abriu uma lacuna que foi preenchida com uma redefinição de masculinidade e ataques contra os homens ”, disse ele. "Então, é em parte devido ao fracasso dos próprios homens."
    “A outra coisa que está acontecendo fora dos homens é a mudança de cultura que criou parte dessa redefinição e fez com que os homens abandonassem ou distorcessem seus papéis. Portanto, há um ambiente tóxico contra a masculinidade, mas infelizmente contribuímos para isso”, acrescentou.
    Evans é o anfitrião do "Kingdom Men Rising" (“Homens do Reino se Levantando”), um evento teatral que procura ajudar os homens a entender a definição bíblica de masculinidade e equipá-los para se tornarem quem Deus os criou para ser.

    O documentário é uma extensão de dois de seus livros, “Kingdom Man” (“Homem do Reino”) e “No More Excuses” (“Sem Mais Desculpas”), e examina em profundidade o estado atual da masculinidade antes de examinar o que Deus exige dos homens.
    Evans definiu como um "Homem do Reino", aquele que está "consistentemente operando sob o governo de Deus em sua vida".

    "Deus terá anular esse homem, porque se Deus nunca fizer isso, então esse homem nunca poderá se tornar bíblico", disse ele. “Então, o que queremos fazer é mostrar como isso se parece em sua vida pessoal, em sua família, em sua vida na igreja e em sua vida cívica dentro das esferas da aliança com Deus. Mostramos que diferença faz quando se opera dentro dessas esferas”.
    "Esta é uma oportunidade para chamar os homens de volta ao que Deus queria para eles quando os criou", acrescentou.


    “Masculinidade tóxica”
    O mundo secular, segundo Evans, está confuso sobre a verdadeira definição de masculinidade. Termos populares como “masculinidade tóxica”, disse ele, são a tentativa da sociedade de entender e definir o estado atual e pobre da masculinidade.

    “Há dois lados nisso”, explicou ele. “As pessoas sentem que os homens têm sido opressivos para as mulheres e, até certo ponto, isso é verdade. São mulheres que querem se libertar do efeito tóxico dessa pressão negativa. ”

    "Mas, por outro lado, os homens receberam da televisão, da mídia, da música, informações erradas sobre a masculinidade, de modo que acreditam estar fazendo o melhor que sabem", disse ele. “Então temos que lhes dar novos conhecimentos e novas definições. Nós vamos ter que pedir ao sexo oposto para encorajar essa definição correta”

    Enquanto o "Kingdom Men Rising" é voltado principalmente para os homens, o Dr. Evans encorajou as esposas e mães a participarem para "reforçar" os princípios apresentados no filme.
    “A maior coisa que uma mulher pode dizer a um homem é: 'Quanto mais você for [bíblico], mais eu quero me submeter a você', mas do jeito que você está agora, só está alimentando o seu ego’. As damas querem que seus corações sejam tocados e os homens querem que suas cabeças sejam tocadas”, disse ele, acrescentando que o termo “submissão” foi lamentavelmente distorcido com o tempo.

    "Da mesma forma que Jesus teve que se submeter a Deus o Pai, todo homem tem que se submeter ao Senhorio de Jesus Cristo", disse ele. “Então o que ele está pedindo à esposa, ele deveria estar se modelando. O problema é que muitos homens que exigem submissão sem dar o exemplo e isso cria um problema”.

    Fonte: Guiame
    • Comentários
    • Comentários pelo Facebook
    Item Reviewed: A masculinidade sobre ataque Rating: 5 Reviewed By: Jefferson Sales
    Scroll to Top